Titanomaquia (Mitologia grega)

Titanomaquia (Mitologia grega)

Titanomaquia



Deuses primordiais: Gaia, a Terra, e Urano, o Céu estrelado

Titanomaquia

Titanomaquia, na mitologia grega, foi a guerra entre os Titãs, liderados por Cronos, e os Deuses Olímpicos, liderados por Zeus, que definiria o domínio do universo. Zeus conseguiu vencer após uma luta que durou dez anos.

Antecedente / Resumo
Deuses Primordiais, Surgimento dos Titãs

Gaia, foi a Segunda Divindade Primordial a surgir, logo após o aparecimento do Caos.

Gaia gera sozinha Urano, Ponto e as Óreas (as montanhas). Ela gerou Urano, seu igual, com o desejo de ter alguém que cobrisse toda terra completamente, e para que houvesse um lar eterno para os deuses "bem-aventurados". Com Urano, Gaia gerou os 12 Titãs e os Ciclopes e Hecatônquiros.

Saiba mais:
Deuses Primordiais
Titãs

Nascimento dos Ciclopes e Hecatônquiros

Logo após o nascimento dos Ciclopes e os Hecatônquiros, Urano, horrorizado com a natureza monstruosa dos seres que havia gerado, e temendo o grande poder de seus filhos "Ciclopes e Hecatônquiros" os devolveu ao ventre de Gaia.

Conspiração de Gaia e os Titãs

Gaia, sentia dores terríveis, pois seus filhos estavam aprisionados em seu ventre, e então, ela tira do peito um ferro, e faz uma foice, e convence os filhos (Crios, Céos, Hipérion, Jápeto e Cronos) a castrarem seu pai Urano.

Queda de Urano, ascensão de Cronos

Crios, Céos, Hipérion e Jápeto se posicionaram nos quatro cantos do mundo para segurar o deus celeste enquanto Cronos, escondido no centro, castrava Urano com uma foice, separando o céu e a terra.

Assim libertou os irmãos, mas Cronos viu que os irmãos eram muito poderosos e os prendeu novamente, só que dessa vez no Tártaro. Gaia revoltada com o ato de tirania começou a planejar uma nova vingança. Cronos se tornou deus supremo do universo.

Urano profetizou que Cronos seria destronado por um dos filhos, este passou a engolir todos os filhos assim que nasciam, na sequência, Hera, Deméter, Héstia, Hades e Posseidon. Réia decidiu que isto não ocorreria com o sexto filho (Zeus).

Nascimento de Zeus

Assim, quando Zeus nasceu, Réia escondeu-o numa caverna no Monte Ida em Creta. Lá ele fica aos cuidados das Ninfas da Floresta, juntamente com os Centauros a ninfa Amalteia e sua avó Gaia. Pra Cronos deu uma pedra enrolada com pano ou manto. Cronos engoliu-a, pensando ser o filho.



Zeus (Deus olímpico), Cronos (Titã)

Queda de Cronos, ascensão de Zeus

Quando Zeus cresceu, resolveu vingar-se de seu pai, solicitando para esse feito o apoio de Métis - a Prudência - filha do Titã Oceano, que conhecia todas as ervas da terra, e confeccionou uma poção capaz de fazer Cronos regurgitar os filhos que havia engolido.

Após a Titanomaquia (Guerra dos Deuses), Zeus tornou senhor do céu e divindade suprema da Mitologia Grega ao banir os Titãs para o Tártaro e afastou o pai do trono, e segundo as palavras de Homero, prendeu-o com correntes eternas do mundo subterrâneo.

Divisão do mundo

Após a vitória de Zeus e os deuses Olímpicos, foi feita a divisão do mundo: Zeus ficou com a Terra e o Céu; Poseidon ficou com os mares; e Hades, ficou com o Submundo, chamado de mundo dos mortos. Os outro deuses Olímpicos ficaram na morada celestial, o monte Olimpo, daí o nome "Deuses do Olimpo".

Cronologia dos deuses
Cronologia dos deuses da mitologia grega
Deuses Primordiais
Deuses Titãs
Deuses Olímpicos
Leia também: Titanomaquia (Guerra dos Deuses) - A batalha

Foto: A/D - Arquivo OpenBrasil.org
Titanomaquia - OpenBrasil.org
Próxima página